Impostos para ter um carro no Brasil - Qual é o total gasto com taxas?

Todo motorista no Brasil está sujeito a ser taxado quando quer comprar um carro. Os impostos são maiores quando comprado zero porque se inclui as taxas de financiamento dos bancos que acabam sendo incluídas ao londo das parcelas além do ICMS. Entretanto, mesmo no caso de usados há impostos que se pagam anualmente para manter o veículo - é esses que vamos tratar aqui. Descubra quais são e quanto custam!



IPVA


Todos os veículos automóveis no Brasil estão sujeitos a um imposto de propriedade obrigatória (imposto sobre propriedade de veículos automóveis-IPVA). Este montante é pago anualmente; o mês em que deve ser pago corresponde ao algarismo final do número de matrícula do veículo. É pago em atraso e não no ano seguinte. O processo é referido como licenciamento, e para obter a declaração de imposto de estrada o motorista deve pagar quaisquer multas pendentes por Estacionamento ou excesso de velocidade.

Este imposto é calculado sobre o valor do veículo e é cobrado pelo Estado, embora o município em que o carro está registado também recebe dinheiro. O dinheiro é usado a nível estadual e municipal para fins gerais. Para saber o valor atrelado ao seu estado e veículo é preciso consultar  ipva2019.info além da tabela FIPE. 

Quando o pagamento for devido, o proprietário do carro receberá uma carta do Departamento de transportes do Estado brasileiro (Departamento Estadual de Trânsito - DETRAN), indicando o montante devido e a data de vencimento. Esta carta terá de ser levada ao banco que está a financiar o carro se o proprietário tem um empréstimo pendente, ou na maioria dos casos, ao banco com o qual o proprietário tem uma conta. Alguns bancos oferecem a opção de pagar o IPVA em três pagamentos mensais, e em alguns estados do Brasil é possível pagar em parcelas mensais.

CRLV


O proprietário do veículo terá de apresentar o seu documento de licença de Veículo (Certificado de Registro e Diploma do Veículo - CRLV) ao efetuar o pagamento IPVA. Uma vez efetuado o pagamento, a declaração enviada pela DETRAN será carimbada e deve ser conservada com os outros documentos do veículo no carro, ao conduzir, para indicar que o IPVA foi pago. O não pagamento do IPVA implica uma multa. Um CRLV atualizado é enviado através do post pelo DETRAN local.

DPVAT


O sistema de imposto rodoviário Brasileiro inclui um sistema de seguro mínimo automático de terceiros conhecido como DPVAT (danos pessoais causados por veículos rodoviários/danos pessoais causados por veículos automóveis de viagens terrestres). Isto é por vezes referido como Seguro Obrigatório, ou seguro obrigatório. Isto garante que todos os veículos têm cobertura mínima de terceiros e que as vítimas de acidentes rodoviários receberão danos ou indemnizações por lesões.

Comentários