Por que a leitura da Bíblia em contexto é importante? Entenda aqui!

Há muitos aspectos contextuais diferentes na Bíblia, além das mensagens e frases de Deus para compartilhar - todos eles são valiosos para seus leitores. Mas como é a leitura neste contexto?

Parece que a leitura da Bíblia, como pode ser ver diretamente no site Frases.inf é uma peça completa e coesa que conta uma história completa e completa.

Parece uma verdade descomprometida, fiel aos significados pretendidos pelos autores originais.

Parece uma leitura com integridade, considerando as implicações históricas e literárias de qualquer passagem.

E parece usar a Bíblia, no contexto, para entender a Bíblia - sabendo que ela nunca poderá contradizer-se a si mesma.



Ler a Bíblia fora deste contexto deixa uma grande visão sobre a mesa, e pode até levar a alguns problemas, até mesmo perigosos, mal-entendidos.

Portanto, aqui estão algumas importantes razões pelas quais todo cristão precisa ler suas Bíblias em contexto.

Por que a leitura da Bíblia em contexto é importante

1. A natureza da Escritura requer contexto. 

Mais do que qualquer outro livro, o que vemos nas escrituras são textos que são multifacetados, com numerosas veias contextuais correndo ao longo do mesmo. Cada um deles como um fio que tece o quadro maior em conjunto. Sem o qual, a grande tapeçaria se desdobra em uma confusão emaranhado.

Veja aqui qual é o significado de sonhar com piolho!

Primeiro, temos a Bíblia como a Palavra de Deus e como a história de Deus. Isto pode ser considerado como o guarda-chuva superior de todo contexto, sob o qual todos os outros contextos habitam - que as escrituras nos ajudam a saber tudo o que precisamos saber sobre Deus.

Neste contexto, as Escrituras O glorificam, do começo ao fim. Algo que o leitor nunca deve perder de vista. Tecido na história de Deus, está o fio glorioso da redenção. E é aqui que fazemos a maior proximidade sobre Jesus Cristo.

Ler a Bíblia neste contexto aumenta o fundamento de nossa fé, pois somos capazes de entender quem Jesus é, como se vê tanto no Antigo como no Novo Testamento. E é aqui que compreendemos porque Ele teve que vir, a partir do próprio evangelho que aparece, uma e outra vez, ao longo da tapeçaria das Escrituras.

Simultaneamente, podemos reconhecer o fio de tecelagem da experiência humana. Porque o que temos na Bíblia é Deus - como Pai, Filho e Espírito Santo, revelando-se às pessoas.

Como resultado, a Bíblia é uma composição de vários documentos e registros de testemunhas oculares, escritos em diferentes momentos, por diferentes razões, todos sob os temas abrangentes mencionados acima.

Isto é importante de reconhecer porque significa que cada livro da Bíblia tem seu próprio contexto histórico e literário a considerar, dentro de um contexto maior.

Assim, o que acabamos tendo são estes ângulos contextuais que destacam as inúmeras nuances da Palavra de Deus, lendo a Bíblia como ela foi pretendida e proposta - conhecer Deus, Seu filho, Jesus, e o evangelho que salva (Romanos 8:28).

É a partir deste entendimento e contexto que as passagens mais difíceis se tornam mais claras e onde a Palavra se torna viva (Hebreus 4:12), ativa em nós (1 Tessalonicenses 2:13), e para nosso próprio benefício.

Toda Escritura é inspirada por Deus e é útil para ensinar, repreender, corrigir e treinar em justiça, para que o servo de Deus possa estar completamente equipado para cada boa obra (2 Timóteo 3:16-17).





Comentários

Postagens mais visitadas